Sobre o IJBS

ijbs 12

Promover o desenvolvimento social de onze municípios da região serrana do Espírito Santo é o objetivo do Instituto Jutta Batista da Silva.

Nascemos para trabalhar no fortalecimento de projetos e obras sociais que busquem transformar a vida de pessoas, sejam elas crianças, jovens ou adultos.

Atuamos em parceria com uma produtiva e importante rede de voluntários que, incansavelmente, se dedica à confecção de peças de artesanato que se transformam em promoção da saúde, educação, cultura, entre outros. Nosso trabalho une pessoas por uma sociedade mais justa e harmoniosa.

 

Jutta Batista da Silva

D. JUTTAA jornada do IJBS começou bem antes de sua fundação, em 1983. Sua inspiradora foi a empreendedora social Jutta Batista da Silva, uma cidadã exemplar, nascida em Hamburgo, Alemanha, que ainda jovem veio morar no Brasil, adotando o Rio de Janeiro como local de moradia.

Por conta do casamento com o engenheiro Eliezer Batista da Silva e, do trabalho do marido à época na construção da estrada de Ferro Vitória – Minas, administrada pela Companhia Vale do Rio Doce, ela passou a dividir sua residência com o Espírito Santo. 

Em suas lembranças, Dona Jutta trazia imagens dramáticas da II Guerra Mundial. As dificuldades, a miséria, os dramas deste período a marcaram e a levaram a atuar ajudando ao próximo. Dar as mãos e socorrer os menos favorecidos eram o seu lema.

Assim, sempre que recebia doações de parentes e amigos da Alemanha, os repartia com as pessoas carentes que estavam ao seu redor. Em 14 de junho de 1983, ela criou seu o projeto social capixaba, a Sociedade de Amigos do Estado do Espírito Santo (SADES) onde, durante 18 anos, promoveu incansáveis e relevantes trabalhos solidários em favor da população menos desassistida.

Em junho de 2000, com sua morte, seu marido Eliezer e colaboradores da Vale reestruturaram a SADES e lançaram, um ano depois, o Instituto Jutta Batista da Silva, com objetivo de dar sequência aos trabalhos realizados, mas com nova forma de gestão.

Entre as mudanças empreendidas estava a área de atuação da IJBS, delimitada a onze municípios da região serrana do Espírito Santo. Mas o princípio da organização se manteve: contribuir para o desenvolvimento social com projetos que reduzam a desigualdade.